segunda-feira, 4 de abril de 2011

A Última Música

Pra variar, um romance que deu origem a um filme também. Mas dessa vez o que me fez comprar o livro e lê-lo foi o autor, afinal Nicholas Sparks tem um dom pra escrever histórias românticas e surpreendentes.

A Última Música conta a história de uma adolescente que é obrigada a passar as férias de verão na casa do pai, com o qual ela não conversa há 3 anos, numa cidade litorânea da Carolina do Norte. Um verão que muda completamente a vida dela, do pai, do seu irmãozinho que também foi passar as férias lá e de um jovem garoto com quem Ronnie vive uma linda história de amor.
Mas o que mais cativa na história é o relacionamento entre pai e filha, sentimento, as mágoas, o perdão... o modo como tudo vai acontecendo e, enfim, só lendo pra entender...

"nunca mais esqueceriam o verão que passaram juntos, não importava o que o futuro os reservava."

9 comentários:

helio.rocca disse...

Gostei muito deste enredo. Interessante!

Ana Bailune disse...

Olá, vim visitá-la a pedido de Helio Rocca! Parabéns pelo espaço. Por que não se cadastra no Recanto das Letras?

Zélia Gadelha disse...

Olá! Interessante a proposta do blog! Que bom que tivéssemos primeiro a opinião de uma leitora antenada antes de comprar qualquer livro!

Bjusss

Ignez Freitas disse...

Gostei do seu blog menina, parabéns, bjus.

artes e literatura disse...

Eu vi o filme e ja vi nas livrarias o livro. Usei ate a imagem da cena que o jovem contorna o corpo da moça com conchas do mar num poema meu rsrsrssr, Adorei demais! É uma boa dica! Parabéns! Beijos, Aninha

Poetiza disse...

Hola, que interesante lo que compartes, fue un gusto conocerte. Me invito a tu blog Helio Rocca y estoy aqui para leerte y dejar un beso, cuidate.

Anônimo disse...

Fantástica a sua resenha! «A Última Música» é uma história inesquecível de amor, carinho e compreensão – o primeiro amor, o amadurecimento, a relação entre pais e filhos, o recomeço e o perdão. Um livro que mostra, como só Nicholas Sparks consegue, as várias maneiras com que o amor é capaz de quebrar e curar o coração.
Para mim é o segundo melhor livro de Nicholas Sparks, sendo «As palavras que nunca te direi» o meu favorito! Confesso que me comoveu.
O autor é fantástico, ele pode não descrever o quarto em que os dois estavam, mas ele descreve, e nos faz sentir, o que os personagens sentiram enquanto estavam no quarto.
Nicholas Sparks é genuinamente autêntico, e as suas histórias são tão reais que por vezes é difícil perceber onde acaba a realidade e começa a fantasia. Parabéns pelo blog! Foi recomendada, e muito bem, pelo Hélio. Um abraço.
(Ana Flor)

JESSE RIBEIRO FELIX disse...

MUITO LINDO ESTE BLOG AMIGA...SE PUDER PARTICIPA DO MEU TAMBÉM...O ENDEREÇO É ESSE....



http://solodapoesia.blogspot.com/

Sandra disse...

Em Portugal este livro tem o título de " A melodia do Adeus". Li e reli. É magnífico! de fazer chorar as pedras da calçada.
Recomendo vivamente, mas sou suspeita pois adoro Nicholas Sparks.
Beijinho